« Home | BABEL » | A BESTA DA TARDE » | O MARTELO E A BIGORNA » | BABEL » | Darklands - Por Pablo Capistrano » | Poemando » | BABEL » | TEMPO, TEMPO, TEMPO, TEMPO » | NOTAS » | Palimpnóia »

REBENTO








REBENTO

Quero seu colo filho
Você me pariu mãe
Agora agüente!
Alimenta-me das suas risadas
Faça mainha para divertir meus soluços
Me sinta árvore dos seus pousos
Entre os vôos, me saiba no vento


Quero afinar minha voz as batidas do seu coração
Enquanto dedilha seu violão de anseios
Nada preciso tanto se já te tenho, mas.....
Brinca comigo
Conta seu dia
Diz quando eu encher seu saco
Que eu paro


E não esquece
De agasalho nas noites frias
De comer direitinho
De dormir bastante
De amar o quanto lhe couber
De rezar para seu anjo da guarda
De mim
(para meu filho Cauã )

* Aprender é uma experiência motivante, mas saber pelos filhos é também encantador. Tive o privilégio de tirar férias de mim e estar , simplesmente estar com meu pequeno gigante por esses dias. Por alguns momentos reencontrei-me com a menina maluquinha de 12 anos que deixei numa estação........nós brincamos muito...os três...e divertir-se é uma experiência divina, cuja única regra é simplesmente estar de verdade ali na brincadeira...esvaziar a mente doida de obrigações e pensamentos impostores e apenas olhar, sentir, tocar, entender a eternidade de cada suspiro.......Obrigada meu menino lindo por você existir e me levar à margem deste rio de ilusões, para ve rum outro ângulo do por do sol.......te amo
Obrigada também a vocês que brincam comigo aqui neste espaço! Queridos me antecipo na postagem pois estarei sem net nesse final final de semana...beijos à todos

Amigos do Miolo,

Abraços a todos especialmente para minhas amigas Euza e Helena. Estou de volta apos 30 dias de ferias. Vamos juntos com consciência formando cidadania. Abs do Jarbas do Aparte.

Carolzinha, são tantas as descobertas que os filhos nos proporcionam, né? Talvez a maior delas seja este renascer constante de nós neles, pra eles, com eles!
Muito lindo seu poema. Do único amor incondicional, este que temos pelos filhos!
Beijos, querida.

Profundamente tocante.
Lindo e emocionante seu poema.
Coisas assim ficam para a vida inteira.
quero ter filhos um dia para ter um amor assim e receber também.

Lindo amiga Carol lindo.

beijão
:)

ola´, Carol!

belo presente de mãe para filho..

....um dia falei pra sua irmã, Monica, criar filhos é como escrever livros, cada um tem uma historia difernete.

um beijo e parabens pelo seu jeito de ser mãe

Lindo , lindo , lindo

Cpts

Norah

Postar um comentário